.as minhas pegadas...

.Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.relógio...

.contador...







.mais sobre mim...

. Nome...Puppydog
. Idade...17
. Paixões...Cães (especialmente o meu Fox), livros, desenhar, ouvir música, conhecer gente nova
. Livros...Harry Potter (mais uma fanática...), Código Da Vinci, Anjos e Demónios, A conspiração, Fortaleza Digital, Eragon, Eldest, A anatomia do segredo, O Enigma Vivaldi, Assassini, Verónica decide morrer
. Música...Simple Plan ;), Linkin Park ;), James Blunt, Daniel Powter, Green day, Yellowcard, flipside, evanescense, Nickelback
. Defeitos...Tímida, preguiçosa :PpPp,um pouco desorganizada
. Qualidades...Amante de todas as formas de vida (excepto aranhas), criativa, curiosa, inventiva, amiga, sincera
. Sonho...vir a ser veterinária

.pegadas recentes...

. desapareceste...

. Fox...

. ...

. gatos no acampamento

. Vamos ajudá-los

. Muschi e Sherlock

. Estou triste...

. Parabéns!!

. Finalmente...

. Nunca mais...

.outras pegadas...

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.links...

"O erro da ética até ao momento, tem sido a crença de que só se deve aplicá-la em relação aos Homens"

Dr. Albert Schweitzer


"Chegará o dia em que os homens conhecerão o íntimo dos animais e nesse dia, um crime contra um animal será considerado um crime contra a Humanidade."

Leonardo Da Vinci


"Enquanto os homens massacrarem os animais, vão-se matar uns aos outros. Na verdade, aquele que espalha a semente de morte e de dor não pode colher amor e alegria."

Pitágoras




Segunda-feira, 11 de Julho de 2005

Céu e Inferno




"Um homem e o seu cão caminhavam por uma estrada. Depois de muito caminhar, ele deu-se conta de que ele e o seu cão haviam morrido num acidente. Parece que os mortos levam bastante tempo para se dar conta de sua nova condição...

A caminhada era muito longa, morro acima, o sol era forte, e eles ficaram suados, com muita sede. Queriam beber água. Numa curva do caminho, avistaram um portão magnífico, todo de mármore, que conduzia a uma praça calçada com blocos de ouro, no centro da qual havia uma fonte de onde jorrava água cristalina. O caminhante dirigiu-se ao homem que, numa guarita, guardava a entrada.

- Bom dia! - ele disse.
- Bom dia! - responde o homem.
- Que lugar é esse, tão lindo?
- Isso aqui é o céu.
- Que bom que nós chegamos ao céu. Estou com muita sede.
- O senhor pode entrar e beber à vontade - disse o homem, indicando-lhe a fonte.
- O meu cachorro está também com sede.
- Lamento muito. Aqui não se permite a entrada de animais.

O homem ficou muito desapontado porque a sua sede era grande, mas ele não beberia deixando o seu amigo com sede. Assim, prosseguiu o seu caminho. Depois de muito caminhar morro acima, com sede e cansaço multiplicados, ele chegou a um sítio, cuja entrada era marcada por uma porteira velha semi-aberta. A porteira se abria para um caminho de terra, com árvores dos dois lados que lhe faziam sombra. À sombra de uma das árvores um homem estava deitado, a cabeça coberta por um chapéu. Parecia que estava dormindo.

- Bom dia! - disse o caminhante
- Bom dia! - disse o homem.
- Estamos com muita sede, eu e o meu cavalo e o meu cachorro...
- Há uma fonte naquelas pedras - disse o homem, fazendo um gesto com a mão. Podem beber.

O homem e o seu cachorro foram até a fonte e mataram a sua sede.
- Muito obrigado - ele disse ao sair.
- Voltem quando quiserem - respondeu homem.
- Como é o nome desse lugar?
- O nome desse lugar é 'céu'.
- Céu? Mas o homem na guarita ao lado do portão de mármore disse que céu era lá!
- Aquilo não é o céu. Aquilo é o inferno.

O caminhante ficou perplexo.
- Mas então, ele disse, essa informação falsa deve causar grande confusão.
- De forma alguma - ele respondeu. Na verdade, eles nos fazem um favor. Porque lá ficam aqueles que são capazes de abandonar os seus melhores amigos..."

(autor desconhecido)

publicado por blackdrop às 17:23
link do post | deixa a tua pegada... | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 11 de Julho de 2005 às 17:31
Tu nunca irias parar a esse lugar... ;) Tu saberias sempre seguir em frente e encontrarias o céu.Kita
(http://azuleazul.blogs.sapo.pt/)
(mailto:tricia20@iol.pt)

Comentar post