.as minhas pegadas...

.Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.relógio...

.contador...







.mais sobre mim...

. Nome...Puppydog
. Idade...17
. Paixões...Cães (especialmente o meu Fox), livros, desenhar, ouvir música, conhecer gente nova
. Livros...Harry Potter (mais uma fanática...), Código Da Vinci, Anjos e Demónios, A conspiração, Fortaleza Digital, Eragon, Eldest, A anatomia do segredo, O Enigma Vivaldi, Assassini, Verónica decide morrer
. Música...Simple Plan ;), Linkin Park ;), James Blunt, Daniel Powter, Green day, Yellowcard, flipside, evanescense, Nickelback
. Defeitos...Tímida, preguiçosa :PpPp,um pouco desorganizada
. Qualidades...Amante de todas as formas de vida (excepto aranhas), criativa, curiosa, inventiva, amiga, sincera
. Sonho...vir a ser veterinária

.pegadas recentes...

. desapareceste...

. Fox...

. ...

. gatos no acampamento

. Vamos ajudá-los

. Muschi e Sherlock

. Estou triste...

. Parabéns!!

. Finalmente...

. Nunca mais...

.outras pegadas...

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.links...

"O erro da ética até ao momento, tem sido a crença de que só se deve aplicá-la em relação aos Homens"

Dr. Albert Schweitzer


"Chegará o dia em que os homens conhecerão o íntimo dos animais e nesse dia, um crime contra um animal será considerado um crime contra a Humanidade."

Leonardo Da Vinci


"Enquanto os homens massacrarem os animais, vão-se matar uns aos outros. Na verdade, aquele que espalha a semente de morte e de dor não pode colher amor e alegria."

Pitágoras




Quinta-feira, 11 de Agosto de 2005

Um cão barulhento



Ontem acordei às 9 horas da manhã com um barulho. Era um misto de ganido e uivo vindo de um cão ali perto. Não liguei, era apenas um cão a uivar.
Adormeci.....e voltei a acordar 2 horas depois com o mesmo ganido. Nesse momento ouvi o mau pai a chegar a casa vindo da sua bica matinal, chamei-o e perguntei lhe que cão era aquele que estava a fazer tanto alvoroço...



Ali pertinho de casa (a cerca de 20 metros) há um portão metido entre o salão da aldeia e um armazém. O portão dá para uma terra de cultivo e para lá desta há uma infinidade de outras terras delimitadas por cercas relativamente fáceis de transpor.



Segundo o meu pai o cão estava nessa terra e, em vez de passar a cerca e dar a volta ao salão ou ao armazém, queria sair à força toda por aquele grande portão.


O meu pai ainda o tinha “enxotado”, isto é incitado a ir para a cerca mas o cãozito não queria, se calhar não conhecia nada por estes lados e tinha medo...



Levantei-me com a intenção de ir ajudar o pobrezinho.



Quando lá cheguei o cachorro tinha enfiado a cabecita na frecha entre a base do portão e o chão.


Fui à volta e enfiei-me entre os arames da cerca para passar para o outro lado, para mim isto não era difícil, mas para o cão era a coisa mais fácil do mundo!!!



Entretanto o meu pai apareceu para ajudar. Cheguei ao pé do cão e dei-me conta que ele estava preso, não conseguia tirar a cabeça debaixo do portão.


Eu do lado de dentro e o meu pai do lado de fora lá conseguimos libertar o cãozito.



Ele era um rafeirito lindo (aliás, todos os cães são lindos), todo preto, pêlo “esgadelhado”, pequeno, um bocado “cão salsicha” (as patas um pouco curtas em relação ao comprimento) e com o pêlo cheio de coisitas de ervas.



Dei-lhe a minha mão a cheirar e fiz-lhe uma festa. Ele devia ter dono, pois estava gordo e era mansinho.


Peguei nele e trouxe-o para casa. Escovei-o para tirar as coisas que lhe enchiam a cara, enquanto o fazia ele olhava para mim com uns olhos meigos e fofos.



Os meus 4 gatos decidiram ficar a uma distância segura a observar atentamente aquele estranho (só têm confiança com o meu cão, cresceram juntos...), não fosse ele ficar uma fera, atirar-se a eles e mata-los (coitadito, aquela coisa fofa...).



Dei-lhe água mas ele não quis. Foi então que pôs as patas no muro do terraço e olhou para a estrada... Peguei nele e levei-o para lá, estava na hora de ir para casa...



Ao princípio estava um pouco confuso, olhava e farejava em todas as direcções. Depois começou a caminhar cada vez mais rápido e confiante. Até que começou acorrer.



Fiquei a olhar até o perder de vista.



Voltei para casa e o meu cão, Fox (ou “Quinho” como gosto de o chamar), olhou para mim e para o meu pai como que a pedir festas, meio ciumento por causa do intruso que estivera no seu território a atrair a atenção dos donos. Quando ficou farto de festas estatelou-se, como é costume, no mosaico a dormir.



Espero do fundo do meu coração que o cachorro tenha chegado a casa e encontrado carinho, atenção e afecto por parte da família...





P.S.: Estou deitada de barriga para baixo no sofá da sala e tenho um dos meus gatos, o Puck (um “gatito” enorme, gordo e amarelo. Tipo garfield à excepção do branco na barriga, patas dianteiras e um pouco no focinho), a dormir em cima de mim... coitadinho...vou ter de o acordar...






Puppydog, 11 Agosto 2005, 00:59 (Sernelha/Coimbra)
publicado por blackdrop às 15:05
link do post | deixa a tua pegada... | favorito
|
17 comentários:
De Anónimo a 31 de Agosto de 2005 às 23:57
Tenho a certeza que o cão chegou bem a casa. A forma como o trataste deve ter-lhe dado maior alento para isso. A história é muito bonita e a forma como a contaste também.Jota
(http://jogodaspaciencias.blogs.sapo.pt/)
(mailto:jotapferreira@sapo.pt)
De Anónimo a 24 de Agosto de 2005 às 14:52
Agradeço a visita ao meu blog e o convite à conhecer este. Fiquei até encabulada com meu template, pois o seu é maravilhoso.
Gostei demais também da história deste cãozinho e descrição do lugar onde vive. Já fui à Portugal duas vezes e consegui imaginar a cena do local onde vive.
Bom saber que será uma veterinária como eu, uma profissão dificil e sacrificada, mas que me faz uma pessoa feliz.
Vamos manter o contato.
Beijos
Márcia (Minestra)
(http://mundovet.zip.net)
(mailto:polivetrg@uol.com.br)
De Anónimo a 17 de Agosto de 2005 às 15:09
Bem, vim só passar por aqui para ver se já actualizaste o blog. Fico á espera. beijosOcean_Shadow
(http://pictureofmyocean.blogspot.com/)
(mailto:pictureofmyocean@hotmail.com)
De Anónimo a 17 de Agosto de 2005 às 14:46
oi deves goster bues dos cães comtinua ta fixe xau e porta bem :)andre
(http://andree.blogs.sapo.pt)
(mailto:erdna16@hotmail.com)
De Anónimo a 16 de Agosto de 2005 às 19:59
É encantadora e ternurenta a forma como contas esta passagem do cãozito, demonstraste ter um grande carinho pelos animais. Há uma frase muito antiga que diz "quem não gosta de animais, não gosta de pessoas", não sei se é completamente verdadeira.segundavida
(http://segundavida.blogs.sapo.pt/)
(mailto:melo887@sapo.pt)
De Anónimo a 16 de Agosto de 2005 às 13:03
Oi adorei , tenho dois Rotties e sei bem o quanto é bom estar com eles, as saudades que dão e o amor que me têem. Gostei do teu blog virei cá agora assiduamente.

beijos Red Shoes Diary
</a>
(mailto:claudioferrao@msn.com)
De Anónimo a 16 de Agosto de 2005 às 12:49
O cão era mesmo fofo, nunca vi um cão tão parecido com o meu!... Ele tinha realmente uns olhinhos tão meigos, capazes de deixar comovido qualquer um! Acho que ele encontrou o caminho de volta, de contrário acho que já o teríamos voltado a ver por estas bandas, não achas? Foi a melhor coisa que fizeste. Sei que querias ficar com ele (como acontece sempre que vês por aqui um cão! lol), mas ele devia ter dono. Espero que não tenha sido abandonado, como acontece com muitos animais neste período... mas vamos pensar positivo!!! Beijinhos, gostei muito do teu texto. :) (As always)Kita
(http://azuleazul.blogs.sapo.pt/)
(mailto:tricia20@iol.pt)
De Anónimo a 16 de Agosto de 2005 às 10:13
Bom diaaaaaa!!! Como tive um tempinho vim espreitar e saber se estava tudo bem.Já vi que já regressaste.Beijoooo.DragonWoman
(http://dragonwoman.blogs.sapo.pt)
(mailto:thedragonwoman@hotmail.com)
De Anónimo a 15 de Agosto de 2005 às 14:57
Vim-te dizer que actualizei uma vez mais o meu blog. Fico à espera de uma visita. beijosOcean_Shadow
(http://pictureofmyocean.blogspot.com/)
(mailto:pictureofmyocean@hotmail.com)
De Anónimo a 15 de Agosto de 2005 às 12:48
Olá agradeço-te o teu comentário no meu espaço, vim cá espreitar o teu também e fiquei sensibilizada com este post, pois adoro cães. Beijinhos e fica bem.maggie
(http://undressmysoul.blogs.sapo.pt)
(mailto:aynhoa_@hotmail.com)

Comentar post